Não é preciso trabalhar das 08h às 18h para ser produtivo

Com toda a evolução que vem sendo vista nos últimos anos, obviamente você já percebeu que a produtividade é um conceito muito subjetivo e que, assim como um todo, evoluiu muito em seu conceito. Foi-se o tempo em que o seu trabalho era definido pelo período que você se dedica a ele, e está na hora de você se acostumar a isso.

Quando comecei a trabalhar em casa, de forma freelance, a maior dificuldade que tive foi, sem dúvidas, me adaptar a um novo padrão de horários e a uma liberdade que nunca antes havia tido. Para quem está acostumado a acordar cedo, estar na empresa entre às 07h e 08h, trabalhar o dia inteiro com uma hora de almoço, e voltar para casa ao fim da tarde, ter o dia inteiro sem ninguém te falando o que e quando fazer é, certamente, uma realidade a se adaptar.

Somente consegui ter uma paz interior quando me dei conta que minha produtividade não tem relação com o período em que trabalho, mas sim com as tarefas que consigo realizar até o fim do dia. Não há razão para se manter ocupado por horas se não há um objetivo, um foco. No final das contas, o que vale mais, trabalhar duas horas focado ou oito horas obrigado?

 

O tal do CLT

produtividade_banner_blog02

Muito de nosso comportamento se dá pelo sistema de trabalho atual, em que são obrigadas as oito horas de trabalho diárias, cinco dias por semana, para que possamos nos considerar produtivos. Se você não cumprir esse requisito, é tido como um ponto fora da curva, alguém sem ambições e que não se dedica tempo suficiente a atingir seus objetivos.

Essa consciência coletiva acaba por limitar nossos pensamentos, nos deixando presos a uma realidade que não necessariamente é a correta. Esse é um exemplo da tão falada zona de conforto, em que as pessoas preferem seguir fazendo o que estão acostumadas a experimentar novas possibilidades que, bem possivelmente, podem ser muito mais benéficas.

Ainda assim, diversas empresas já conseguiram pensar fora de suas caixinhas, oferecendo a seus colaboradores experiências mais condizentes com o momento atual. Muitas companhias ainda teimam em se mostrar contrárias a essa nova forma de trabalho, mas os resultados que apresentam — juntamente ao seu poder de atrair novos talentos — não jogam a seu favor.

O home office chegou para ficar, os horários flexíveis já simbolizam mais que o salário para alguns empregados, e a qualidade de vida finalmente tem o peso que merece na vida da sociedade moderna. O mundo mudou, mas alguns não perceberam ainda.

A sua forma de trabalhar

produtividade_banner_blog03

Além de todo esse conceito pré-definido, também é necessário colocar nessa equação a produtividade individual de cada um. Há pessoas que produzem mais em determinados horários, assim como outras respondem melhor à pressão, e algumas ainda apresentam mais facilidade em se focar em um tema específico. Todos esses fatores nunca foram considerados, o que fez com que a realidade seja uma média geral que beneficia muito mais o empregador que o funcionário.

Quando penso em meu estilo de trabalho, fica claro para mim que apresento resultados muito melhores quando trabalho no período de fim de tarde e começo de noite, motivo pelo qual adoro trabalhar, por exemplo, das 16h às 20h. Além disso, nesses últimos meses pude perceber que tenho grande dificuldade em me focar por horas e horas, sendo muito mais simples para mim me focar totalmente por curtos espaços de tempo.

Como disse, esse é meu estilo, que pode não ter nada em comum com o seu. Mas é assim que eu rendo mais. Em dias que tento me obrigar a seguir os tais termos da CLT, trabalhando oito horas por dia, apresento resultados semelhantes aos que vejo quando sigo meu estilo, muitas vezes em faixas de até cinco horas de trabalho divididas ao longo do dia.

A nova rotina de trabalho

produtividade_banner_blog04

Como dito acima, diversas empresas já adotam sistemas de trabalho que privilegiam as características individuais de seus colaboradores e que focam, principalmente, em resultados. Nesse modo de pensamento, não importa muito quanto tempo você demora a realizar determinada tarefa, muito menos quantas horas por mês você passa na empresa, desde que os resultados apresentados sejam satisfatórios.

Quando se tem uma força de trabalho cada vez mais tomada por jovens millennials, esse pensamento deixa de ser um discurso bonito ou publicitário e se torna um atrativo, uma forma de atingir os melhores funcionários e que os deixa livres. A cultura Google se disseminou pelo mundo, saiu do clube das startups e agora já funciona em grandes multinacionais.

Seguindo os pensamentos de Darwin, essa é a evolução dos mais fortes, em que os que se permitem adaptar a novas realidades têm mais chances de prosperar. Simples, rápido e indolor; desde que você permita.

divisoria

Se quiser conferir mais textos, fotos e conteúdos em geral, dê uma olhada em minhas redes sociais também!

Linkedin — Will Junqueira

Instagram — Will Junqueira

Pinterest — Will Junqueira 

produtividade_pinterest_will

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s