O que a Marvel pode te ensinar sobre Estratégia de Marketing

Nas última semanas tenho me empenhado bastante em escrever conteúdos que tenham a ver com minha formação e experiência profissional — publicidade, comunicação e estratégia de marketing — e, portanto, tenho lido muito a respeito.

Alguns dias atrás — enquanto estava no LinkedIn — me deparei com um artigo muito bem feito e que me chamou muito a atenção. O texto em questão foi escrito pelo grande Matheus de Souza, um dos maiores especialistas da rede que temos aqui no Brasil, e tinha com o título O que eu aprendi escrevendo textos sobre o que eu aprendi.

A leitura é mais do que obrigatória tanto para produtores de conteúdo quanto para profissionais de outras carreiras, visto que traz um ponto de vista bastante interessante sobre a forma como podemos acabar nos adaptando a formas simples de executar nossos serviços, o que acaba por deixar todo nosso trabalho da mesma forma, como se saísse de uma forma.

Ao mesmo tempo em que achei genial o ponto de vista do Matheus, também admito que me inspirei a fazer exatamente o que ele condena em seu texto, escrever algo sob a ótica de “o que aprendi com determinado assunto / filme / livro / etc;”. Ainda assim, o faço com a alma tranquila, visto que pretendo utilizar a experiência como uma analogia, uma fonte de inspiração — um case de sucesso de você preferir —, uma forma de transformar o complicado em simples, o impossível em palpável.

Com toda essa introdução e o título exposto acima desde o início, acredito estar claro que falarei aqui sobre, basicamente, “O que aprendi sobre Estratégia de Marketing assistindo os filmes da Marvel”. Deixei o título diferente para me desligar um pouco desse conceito dito acima, e peço desculpas ao Matheus por me render a essa prática que tanto nos assombra. Mas prometo, foi feito com consciência e propósito.

 

Planejamento

marvel_banner_blog02

Acredito que poucas são as empresas no mundo que tenham um planejamento tão bem feito quanto o que a Marvel — agora propriedade da Disney — apresentou em seu MCU, o Universo Cinematográfico Marvel, que traz às telonas toda a magia e as histórias que já existiam nos quadrinhos.

Entenda bem esse conceito de planejamento, pois é ele que definirá o tudo que ocorrerá em sua estratégia de marketing — quando, como, por que e por quanto —, assim como a importância de cada uma das etapas, seu timing perfeito e a continuidade do processo para apresentar um resultado significativo em seu final.

Trazendo tudo isso para a Marvel, acredito ser simples entender o conceito. Iniciar um projeto em 2008 com o filme Homem de Ferro, que terminaria — ou será que não? — em 2019 com Vingatores: Ultimato. Estamos falando aqui de 11 anos de gap entre um evento e outro, com simplesmente 22 filmes — segue lista abaixo:

Fase 01

  • Homem De Ferro
  • O Incrível Hulk
  • Homem De Ferro 2
  • Thor
  • Capitão América: O Primeiro Vingador
  • Os Vingadores

 

Fase 02

  • Homem De Ferro 3
  • Thor: Mundo Sombrio
  • Capitão América: Soldado Invernal
  • Guardiões Da Galáxia
  • Vingadores: Era De Ultron
  • Homem Formiga

 

Fase 03

  • Capitão América: Guerra Civil
  • Doutor Estranho
  • Guardiões Da Galáxia: Vol. 2
  • Homem Aranha: De Volta Ao Lar
  • Thor: Ragnarok
  • Pantera Negra
  • Vingadores: Guerra Infinita
  • Homem Formiga E A Vespa
  • Capitã Marvel
  • Vingadores: Ultimato

Em cada uma das películas, eram apresentados personagens e informações novos, tudo parte de um plano maior que, embora não pudesse não fazer sentido no momento, seria explicado posteriormente. Me desculpem, mas se isso não e planejamento, não sei o que é.

 

Execução

marvel_banner_blog03

É óbvio que nenhum bom planejamento vai salvar sua estratégia de marketing se ele não for bem executado, e ai novamente a Marvel dá um show. Quando comparada a sua principal concorrente, a DC Comics, fica clara a superioridade de seus filmes — opinião pessoal, mas baseada em diversos comentários encontrados online —, especialmente quando falamos de roteiros, trilhas sonoras, efeitos especiais e principalmente, continuidade na história.

Os filmes apresentados pela Marvel nesses 11 anos de MCU trazem de tudo um pouco e agradam a diversos públicos, isso sem contar que os personagens apresentados eram muito menos conhecidos do público do que os famosos Batmam, Superman e Mulher Maravillha.

Enquanto a Marvel fez limonada suíça — com guarda chuva e tudo mais — de seus limões, a DC fez um limão cortado dos seus. Tudo questão de aproveitar ao máximo seu P de Produto, algo mais do que conhecido por qualquer um que já teve contato com um plano de marketing.

 

Adaptação

marvel_banner_blog04

Em uma estratégia de marketing que dura mais de 10 anos, é mais do que normal que alguns pontos precisem ser mudados, adiados ou até completamente refeitos, visto que as variáveis podem mudar muito nesse período, partindo do ambiente sociocultural — como as pessoas entendem e consomem determinado conteúdo, de acordo com suas culturas e visões de mundo — até o econômico — tido aqui como o poder de gasto do consumidor.

Veja bem, não era claro, em 2008, que os serviços de streaming seriam tão bem aceitos e de forma tão rápida pela população, assim como imaginar que a pressão popular por mais diversidade nas telonas seria algo tão importante que influenciaria até a premiação do Oscar.

Com tudo isso, as adaptações feitas pela Marvel em sua estratégia de marketing foram precisar e com timings mais que perfeitos, especialmente quando consideramos os lançamentos de Pantera Negra e Capitã Marvel — demonstrando ao mundo sua vontade de inclusão — e o licenciamento de alguns de seus personagens para programas de streaming e televisão, vide as séries Agents of S.H.I.E.L.D. nas telinhas e Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage na Netflix.

Tenha sempre em mente que um plano de marketing nunca estará atualizado, visto que as forças vindas do ambiente externo são imprevisíveis e mudam a cada segundo. Ainda assim, qualquer plano que se preze deve estar preparado para ser atualizado — ou até completamente remodelado — de acordo com o que se vê do lado de fora.

 

Comunicação

marvel_banner_blog05

Neste ponto, para mim, está um dos grandes segredos da Marvel para seu sucesso estrondoso nos últimos tempos: a comunicação que faz a cada um de seus lançamentos.

Se você, assim como eu, está sempre de olho nas redes sociais e na televisão americana, é simples comprovar este ponto ao analisar a quantidade de posts — tanto do estúdio quando, principalmente, dos atores — que vemos nas mídias sociais em cada um dos lançamentos — como esses que aparecem logo acima, postados um mês antes de Vingadores: Ultimato —, assim como a presença em peso dos protagonistas em programas de televisão e internet para promover os filmes.

No lançamento de Vingadores: Guerra Infinita, para se ter uma ideia, o grupo de heróis foi dividido em duplas, tendo cada uma um destino pelo mundo, para que pudessem se conectar com o público e com a imprensa local. Quando falamos de um filme com tantos protagonistas, é fácil perceber o alcance dessa estratégia.

 

Mais Planejamento

marvel_banner_blog06

Por fim, percebemos que os planos da Marvel para seu Universo Cinematográfico não acabam após Vingadores: Ultimato, algo mais do que certo após a confirmação de filmes como Homem Aranha: Longe de casa, Viúva Negra, Doutor Estranho 2 e Pantera Negra 2.

O que isso quer dizer? Simples, que a empresa já saber o que fazer após tirar tudo que podia dos personagens atuais. A companhia está preparada para a nova etapa de sua estratégia de marketing — conhecida como Fase 4 do MCU — e já trabalhando ativamente na construção da mesma.

Como disse acima, um plano de marketing nunca está pronto, ele sempre terá alterações a serem feitas, adaptações necessárias e projetos futuros para vir. É normal, acontece com todos. Mas, com certeza, poucos estão tão preparados para isso como a Marvel.

Ou melhor, a Disney não é? Por que agora que a empresa comprou a Fox, ela també detém os direitos de outros personagens do Universo Marvel, como os X-Men, Quarteto Fantástico e Deadpool. Só com isso, eles já têm produtos para mais 10 anos de histórias.

Finalizando este texto, retorno ao início do mesmo e explico novamente: utilizo este como um case de sucesso para você que encontra dificuldades de tirar seus planos do papel e colocar sua estratégia de marketing em pé. É preciso muito tempo, foco e trabalho para obter resultados. Mas se fizer tudo bem feito, os resultados serão bem superiores ao que você imagina.

divisoria

Se quiser conferir mais textos, fotos e conteúdos em geral, dê uma olhada em minhas redes sociais também!

Linkedin — Will Junqueira

Instagram — Will Junqueira

Pinterest — Will Junqueira 

 

estratégia_de_marketing_pinterest

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s