Me deixa reclamar! 

Um retrato de uma geração com opinião para tudo sem conhecimento de nada. 

Mais do que comum, é diário entrar nas redes sociais – especialmente o Facebook – e se deparar com pessoas mais velhas compartilhando tudo e mais um pouco, de fotos de gatinhos a fake news de política, enquanto os mais novos – lê-se gerações Y e Z – utilizam de grandes textos para compartilhar suas opiniões sobre os mais diversos assuntos.

Até ai, não existe problema algum além do entupimento de sua timeline, correto?

Focando na segunda situação, o que mais me espanta é o propriedade com que tais pessoas conseguem escrever textos imensos sobre assuntos que em nada lhe são familiares. É como assistir uma palestra de três horas em que uma criança de cinco anos explica os conceitos básicos de economia e política.

Nascidos nos anos 1990, esperam discorrer sobre a ditadura, ou a primeira guerra mundial sem nem mesmo entender ao certo o que ocorre nos dias de hoje.

Salve-se as exceções, os quais estudaram o assunto e definitivamente têm, de fato, algo a falar, a grande maioria mais me parece em busca de atenção.

Tentando entender a situação, o que se mostra é que, para essa geração, é preciso ter uma opinião sobre tudo, independente do grau de conhecimento que você detém sobre o assunto.

Não é permitido não ter opinião. Isso é sinal de fraqueza.

Pela falta de conhecimento, o que ocorre é um grande e unido soy contra, a forma como meu pai descreve quem escolhe ser contrário a tudo e a todos, um jeito de se mostrar culto e rebelde.

Se os mais velhos são de direita, de esquerda serei. Se o capitalismo é o que rola, socialista devo ser. Se todos gostam da Anitta, Caetano Veloso é que ouvirei.

É uma necessidade, talvez inerente à rebeldia juvenil, de ter sua opinião ouvida.

O que eu quero é reclamar!

BANNER_02

O maior problema, no fim das contas, é que diversas questões – muitas de fato relevantes – são levantadas, sem que uma única solução seja proposta.

As pessoas não querem resolver problemas, discutir soluções ou tentar, de alguma forma, melhorar o mundo. Elas querem se posicionar, e assim ter a aceitação social de um grupo que tem como barreira de entrada – exclusivamente – a necessidade de opinar.

Sabe aquele amigo que reclama que está acima do peso, mas só come besteira? É mais ou menos isso. Reclamar é mais legal que resolver o problema.

E, afinal, se eu resolver o problema, do que irei reclamar?

E aí, gostou desse artigo? Escreva nos comentários o que você achou!

Se quiser conferir mais textos, fotos e conteúdos em geral, dê uma olhada em minhas redes sociais também!

Linkedin – Will Junqueira

Instagram – Will Junqueira

Pinterest – Will Junqueira

 

blog_reclamar_will

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s